A geografia do espelho na poesia de Rui Knopfli

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapterpeer-review

244 Downloads (Pure)

Abstract

Na obra poética de Rui Knopfli, há várias referências à Europa e a África, a Portugal e a Moçambique, a cidades, rios, árvores, flores e frutos, que criam uma geografia poética de elementos identitários. Os mapas (políticos, físicos, culturais) interferem com a construção dos autorretratos deste autor. O cidadão Rui Knopfli tem nacionalidade portuguesa, mas o poeta demanda uma outra pátria que supere as fronteiras. Poemas como «Auto-retrato», «Então, Rui?» e «Naturalidade» são relevantes para procurar os traços desta geografia do espelho na obra de Rui Knopfli, na qual a língua portuguesa e a memória da vivência africana assumem um papel decisivo.
Original languagePortuguese
Title of host publicationXVII Colóquio de Outono - Outros mapas.
Subtitle of host publicationLinguagem, migração, diáspora
EditorsAna Macedo, Carlos Sousa, Vítor Moura
Place of PublicationMinho
PublisherEdições Humus
Pages191-202
Number of pages11
ISBN (Print)9789897552229
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Poesia
  • Autorretrato
  • Rui Knopfli

Cite this