A gestão municipal e a informação geográfica: comparação entre os casos de Joinville, SC (Brasil) e Amadora, AML (Portugal).

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

Resumo A dinâmica demográfica e urbana dos grandes centros urbanos sofreu nos últimos 50 anos uma forte acentuação. Como resultado, a pressão sobre o território das áreas mais atractivas atingiu níveis críticos e geraram-se fenómenos de ocupação irregular do espaço, muitas vezes sem a garantia das condições mínimas de habitabilidade e sem o necessário respeito pelas condições ambientais. A acção das entidades públicas tem de se suportar num conhecimento seguro e actualizado da realidade, bem como na correta utilização de tecnologias que lhes permitam avaliar e perspectivar as medidas a adoptar, pelo que o recurso aos Sistemas de Informação Geográfica (SIG) é hoje de inegável mais-valia. Neste artigo, efectua-se uma discussão comparada entre dois casos de estudo (Joinville, SC – Brasil e Amadora, AML – Portugal), colocando-se em evidência o uso dos SIG e a importância do cadastro, por forma a extrapolar linhas de orientação para outras situações similares
Original languageUnknown
Title of host publication‘A JANGADA DE PEDRA’ – Geografias Ibero-Afro-Americanas. Atas do Colóquio Ibérico de Geografia
EditorsAntónio Vieira E Rui Pedro Julião
Place of PublicationGuimarães
PublisherAssociação Portuguesa de Geógrafos e Departamento de Geografia da Universidade do Minho
Pages1665-1670
ISBN (Print)Guimarães
Publication statusPublished - 1 Jan 2014

Cite this