Novas Situações Coloniais no Final da Grande Guerra: as Colónias do Oriente

Research output: Contribution to journalArticle

8 Downloads (Pure)

Abstract

A índia, Macau e Timor constituem colónias portuguesas muito diferentes, mas
que entre si estavam unidas pelo facto de se situarem fora de África. À semelhança do que aconteceu na época, chamo-lhes as colónias do Oriente, expressão que está apenas situada na geografia e longe das conotações culturais ou civilizacionais que frequentemente encontramos (Reis, 2018b, pp. 5-7). A análise de diferentes aspetos destas colónias tem de ser, naturalmente, integrada no contexto do mundo colonial da época, nacional ou estrangeiro. Dele ressaltam imediatamente três elementos essenciais: – A administração portuguesa encontrava-se já numa conjuntura de mudança, tendo o pós-guerra condicionado uma evolução/adaptação às novas realidades; – A existência de um organismo internacional, com interferência nas questões coloniais, quer mais diretamente, quer pela interferência noutros campos que interessavam a Portugal; – As colónias portuguesas continuavam ameaçadas por outros países, na sequência de uma situação anterior e que a guerra não esmoreceu.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)115-124
Number of pages10
JournalIDN - Cadernos
Issue number34
Publication statusPublished - 2019

Cite this