O legado documental das Inquisições: Reflexões sobre a sobrevivência dos arquivos do Santo Ofício

Miguel Rodrigues Lourenço, Susana Bastos Mateus, Gabriel Puga

Research output: Contribution to journalArticle

24 Downloads (Pure)

Abstract

O legado documental das Inquisições: reflexões sobre a sobrevivência dos arquivos do Santo Ofício The Documentary Legacy of the Inquisitions: Refl exions on the Survival of the Holy Offi ce's Archives Falar do património documental legado pelos diferentes processos de abolição dos tribunais inquisitoriais ibéricos e romano significa algo de muito diverso dependendo das historiografias que dele se ocupam. Os cartórios dos Conselhos de Portugal e de Espanha tiveram maior fortuna que o arquivo da Congregação do Santo Ofício de Roma, o qual perdeu muito do seu acervo durante as suas deslocações. Não obstante, os cenários são contrastantes: os três tribunais peninsulares portugueses conservaram a sua documentação, enquanto que o de Goa foi destruído. Quanto aos tribunais que dependiam do Consejo de Madrid, quase todos viram os seus fundos desaparecer, com excepções notáveis como os de Cuenca, Toledo, Canárias e o tribunal do México, com jurisdição sobre parte da América espanhola e Filipinas.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)1-8
Number of pages8
JournalRevista de Fontes
Issue number9
Publication statusPublished - 2018

Keywords

  • Inquisição
  • história dos arquivos
  • Expansão Portuguesa

Cite this